Jubepar

Monthly Archives: junho 2015

Sem Comentários

Amando a Juventude

É comum que fique a cargo das novas gerações introduzirem novos modelos de comportamento na sociedade. (Chamamos de geração o grupo de pessoas nascidas em determinada época, que traz um mesmo modelo de comportamento e tendências e que reproduzem este comportamento na sociedade. Nascida dentro de um contexto histórico tem características singulares, fruto da influência do processo histórico em que estão). Pensando em juventude, o Brasil chegou a um momento inédito em sua história: o momento em que se firma como importante ator mundial, o país encontra sua primeira geração de jovens globais, nascidos em um mundo hiperconectado. Seu estilo de vida acaba impactando os mais velhos e os mais jovens: enquanto os mais jovens aspiram ser como eles, os mais velhos se inspiram, ou entram em crise com os seus valores e comportamentos.

Praticamente todos os aspectos referentes à maneira como vivemos, pensamos e nos relacionamos uns com os outros estão se transformando em ritmo acelerado. Positivo ou negativo, sentimos o impacto da globalização, da revolução digital e da alteração no equilíbrio do poder econômico e político da nossa nação. Os jovens de hoje têm acesso aos mais diversos tipos de mídias, estão antenados ao que acontece no mundo, curtem bandas que nem foram lançadas no mercado fonográfico. A juventude está discutindo sustentabilidade, mercado de trabalho, empoderamento social, conjuntura política e nós precisamos responder a essas demandas à luz das Escrituras. Precisamos programar nossa agenda com tempo, formar um currículo que equilibre temas relevantes, excelentes na estética, na música, nas mídias e na profundidade nos estudos, tendo sempre as Escrituras como essência de tudo que fazemos e o contexto onde estamos in- seridos como subsídio.

E neste terceiro domingo de agosto, onde celebramos o Dia do Jovem Batista, compartilhamos com você o nosso amor pelos jovens, o carinho e compromisso com os propósitos de Deus para essa geração. Somos jovens que representam diferentes esforços de obediência a Jesus Cristo e que sentem a necessidade de se relacionar, crescer na comunhão e servir a Deus em nosso chão – Brasil – e a partir desse. Trabalhamos para que a JBB represente exatamente este propósito e se torne a expressão dos valores do Reino de Deus em tudo que fazemos. Nosso mestre é Jesus, nosso objetivo é ser igual a Ele. Jesus anunciou e viveu o Reino de Deus e desafiou-nos a fazer o mesmo. Nesse reino, Deus está no centro e dá sentido para a vida toda, e para a vida de todos os jovens. Deus ama a juventude e a gente acredita na rapaziada!

Gilciane Abreu, diretora executiva da JBB