Jubepar

Celebrando e Servindo minha Geração

Sem Comentários

Celebrando e Servindo minha Geração

O sábio Salomão já dizia: “Há três coisas misteriosas demais para mim, quatro que não consigo entender: O caminho da águia no céu; o caminho da cobra na rocha; o caminho do navio em alto mar; e o caminho do homem com uma moça.”  (Provérbios 30:18-19)

O que podemos dizer é que cada um de nós, em sua caminhada, vai deixando para trás um rastro de si. São as nossas pegadas. Não há como passar neutros por esse mundo. Sempre vamos deixar marcas. Essas marcas podem ser boas ou ruins. Depende da nossa intenção e das nossas ações.

Algumas pessoas deixaram marcas profundas em nossa história. Por exemplo, Hitler deixou marcas que afetaram para sempre a história e a vida de muitas famílias. Um outro exemplo, Thomas Edson, ele não desanimou enquanto não inventou a lâmpada.

Lembro-me de quando fui missionário de Missões Nacionais. Eu e minha amada fazíamos evangelização com as crianças de três creches. Havia um garoto de uns sete anos de idade que participava. Concluímos o trabalho naquela cidade e mudamos para Curitiba. Muitos anos se passaram e, quando eu já estava trabalhado com a JMM, o Gilson ligou e minha esposa atendeu. Ele começou a contar a sua história: com a nossa mudança não houve continuidade ao trabalho da creche, seu pai não permitia que ele fosse a igreja. Com isso ele se envolveu nas drogas. Foi expulso de casa. Vivendo na rua, sua vida foi de mal a pior. Certo dia, sentou-se no meio fio e ficou pensando na vida. Então se lembrou da creche e começou a ter uma visão. Ele me via diante dele recitando João 10. Nesse momento ele tomou a decisão: vou ser crente. Logo encontrou uma igreja e disse ao pastor: eu vim aqui porque eu quero ser crente. Hoje ele vive em outro Estado. Está casado e tem três crianças. O mais importante, ele é um dos líderes na sua igreja. Ele queria, de qualquer forma, me encontrar para contar essa bênção. Eu e minha esposa fomos a sua casa e celebramos com ele essa grande vitória.

Estamos iniciando o mês da Juventude. Eu pergunto a você, jovem: que marcas você tem deixado para esta geração? Qual tem sido a sua influência? Os seus amigos sabem que você é um cristão? Você tem exalado o precioso perfume de Cristo? Tem abençoado aqueles que o procuram, contando os seus problemas? É preciso lembrar: somos canais da bênção de Deus para quem nos cerca. Estamos aqui para servir. É servindo que podemos celebrar. Então vivamos celebrando e servindo a minha geração.

Abços com carinho,

Pr Claudio Alberto Andrade – Presidente da CBP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *