Jubepar

Cuidado com a rede!

Sem Comentários

Cuidado com a rede!

“Fui crucificado com Cristo. Assim, já, não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.” (Gálatas 2: 20 NVI) 

Existe uma influência muito grande em nosso mundo hoje, está presente em todos os lugares, atinge todas as pessoas, e funciona em todas as horas, é uma coisinha chamada internet com toda a sua corja de pornografias, violência, excesso de exposição, preconceito, má influência e etc. e tal.

Nossos jovens de um modo geral estão expostos a esse perigo e grande parte deles têm sucumbido a esse senhor, melhor a essa senhora. Gostaria de deixar aqui algumas dicas práticas sobre como evitar que sejamos “pegos por essa rede”:

– Seguindo a orientação de Paulo, devemos cada dia mais crucificar nosso eu e nossa vontade, para que Cristo viva em mim através de todas as coisas inclusive dos momentos em que “navegamos” pela “web”;

– Cuidado com o bom testemunho, melhor mau testemunho, através das redes sociais estamos expostos a quase todos nossos conhecidos, inclusive amigos de nossos amigos que não conhecemos, mas que podem ser bem ou mal influenciados por nós, o que devemos sempre pensar é: o mau testemunho não envergonha apenas nossa pessoa, mas principalmente a pessoa de Cristo e seu evangelho;

– Não queira ser diante das redes sociais aquilo que não é, afinal de contas qual a diferença entre contar uma mentira e viver uma mentira online?

– Cuidado com a exposição do corpo, fotos, vídeos e outras coisas que levam à dupla interpretação, ou à insinuação sensual, materiais desse tipo não devem ser postados, afinal, nossos corpos devem demonstrar a glória de Deus e seu cuidado por nós, não levar outras pessoas a pecarem por seus pensamentos e ações.

– Sejam ponderados em relação ao tempo de uso das redes, inclusive, a tv, jovens cristãos precisam ter seu tempo de lazer, mas precisam ter tempo para cultivar e desenvolver uma vida devocional, leitura da Palavra, oração, e principalmente estar em comunhão com outras pessoas, uma comunhão de “carne e osso” não virtual.

Finalmente ouça aquilo que o apóstolo Paulo nos orienta para um viver cristão: “Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação de sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12: 1-2 NVI).

Que Deus nos abençoe!

Talles Felipe

Pastor da Segunda Igreja Batista de Arapongas, pós graduando em Mídias na Educação pela UNICENTRO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *